segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

casa bagunçada

nem acredito que meu pai veio em casa e  estava tudo bagunçado...ele viu, olhou em todos os cômodos, mas não falou nada....
não precisava falar nada eu sei q a casa está num estado vergonhoso...eu quero e preciso mudar isso...só não tenho conseguido...

domingo, 20 de novembro de 2011

Começando a minha própria terapia

Recentemente passei a participar de um grupo de pessoas que já fizeram a cirurgia de gastroplatia. Com eles aprendi que é importante dizer ou escrever o que sinto.
E garanto que isto tem feito a diferença para mim.
Então aqui no meu cantinho, vou começar a minha própria terapia.
Me sinto mal toda vez que preciso levantar da cama e tenho que sair rolando, realmente é este o termo saio rolando como uma bola. Amarrar um tênis é tarefa dificílima, brincar com meus filhos de correr então nem pensar, parece que meu coração vai explodir de tanta dor.
Dói pq as pessoas já se acostumaram tanto com a minha imagem imensa que simplesmente acham que eu estou bem assim. outros dizem nossa vc está imensa, vc era tão bonita.
sempre tem alguém "expert" em te dar dicas, de como vc emagrecer, da dieta da lua, do sol, do isso e do aquilo, mas poucos ou ninguém procura saber de onde vem a compulsão por comida, muitos dizem que é desleixo, que é falta de vergonha. Dizem tantas coisas menos olha vamos conversar e ver o que podemos fazer. Todos dizem faça caminhada, tá bom só não sei como irei fazer já que não aguento andar nem dentro da minha casa, tomar banho está sendo um suplício pq não aguento mais ficar em pé, nem sentada, meu quadril e meus joelhos não aguentam mais. Doem e doem muito, vivem dando fisgadas ou escapando já que estou com desgaste nas articulações.
Cortar as unhas dos pés, lixar os pés é algo impossível, não consigo enxergar minhas partes íntimas a não ser no espelho e mesmo assim levantando a barriga. Ouvir as piadinhas dos outros e fingir que está tudo bem é horrível, choro por dentro e procuro me esconder.
é deprimente ter chegado nesta situação, mas não consigo fazer nada a respeito. Já usei minhas forças e não obtive sucesso. Ver o olhar das pessoas em sua direção, me olham de cima a baixo, tenho até medo de saber  o que pensam de mim ou sobre o que me tornei.
Então me escondo das pessoas, vou a poucos lugares e faço questão de ficar o menor tempo possível.
Se tem amigos antigos então nem pensar em ir.
Faz muito tempo que sinto assim, mas agora estou procurando ver outras coisas, ver que embora sinta dores o dia inteiro nas pernas, eu tenho pernas, posso andar com meus filhos, possa tomar banho sozinha, não estou deficiente, estou com dores e isso será passageiro.
Estou buscando pensar nos meus pontos fortes, ainda não sei quais são exatamente, mas estou buscando eles.
hoje depois de muito tempo estou gostando de mim, ainda não consigo me olhar no espelho, mas já gosto de mim.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

o vazio não vai embora

hoje teria tudo para ser um dia alegre e festivo, afinal é feriado e a família está toda reunida...mas, sinto um vazio q não vai embora, como se algo faltasse na minha vida, sinto falta de mim, sinto falta da alegria q sentia ao abraçar meu filho, do aconchego q era apertar ele e ouvir seus risos
hj só queria deitar no meu quarto e ficar quietinha, escondida como uma pérola dentro de uma ostra.
o pior é ter q esconder isto. não poder contar q quero ficar só e escondida.
daqui a pouco as crianças e o fe vão acordar e terei q voltar a fingir q está tudo bem.
terei q demonstrar q está tudo bem, q estou feliz...sorrir qdo nao se quer é tão dificil.
isso me desgasta tanto mostrar algo q não sou ou que não sinto.... isso me mata aos poucos.
sinto uma vontade tão grande de chorar, tenho medo de dizer o q sinto e todos me julgarem, pq  eu tenho tudo para ser feliz e ainda assim estou triste e isolada num mundo q somente eu estou lá.

mas hoje o dia já está se acabando e amanhã pode estar tudo bem e vai estar tudo ótimo.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Hoje dei o primeiro passo

Em primeiro lugar quero dizer que este blog foi pensado e criado apenas com o intuito de desabafo do meu processo cirúrgico.
Ontem fui na consulta com a Dra. Ana Karina, indicação da minha madrasta que trabalhou com ela no hospital de Diadema. Demoramos um pouco para chegar e eu estava hiper ansiosa.
Mas, qdo a doutora me chamou me senti tão bem, sabe aquela pessoa que vc simpatiza automaticamente...pois bem foi assim. Ela me cumprimentou, sorriu e perguntou se eu que havia falado com ela pelo celular no dia anterior, qdo respondi que sim ela disse: esperava que vc fosse duas ou três vezes maior.
Indo para a parte prática e objetiva da consulta, ela perguntou sobre meu passado, desde qdo era obesa, quais eram minhas dificuldades com o peso. Contei o quanto doía lembrar da infância, de quando as crianças corriam atrás de mim no pré me chamando de baleia e outras coisas, de quando subi no palco para uma apresentação de fim de ano e as outras crianças me xingavam, de como me sinto um lixo e não consigo imaginar uma roupa bonita e elegante neste corpo que não é o meu. Pq eu não me reconheço assim, contei que não consigo olhar no espelho, que desvio o olhar ou qdo olho não foco a atenção pq tenho medo do que irei ver.

Ela me explicou os procedimentos possíveis e me disse algo que fiquei completamente inerte, eu posso ficar muito, muito magra....eu só escutava magra, ninguém mais rindo, eu podendo comprar uma calça sem ser numa loja especializada em obesos, poder sair e não ouvir somente: vc tem um rosto tão bonito, poder me sentir feminina novamente era isso que eu escutava. e como fiquei feliz ao ouvir isso.

Como sou compulsiva por doce, a melhor cirurgia no meu caso seria a de bypass, pois limita ou melhor dizendo anula a possibilidade de comer qualquer doce por alguns anos.
Posso vir a pesar 60 kilos, a Dra. disse que ficarei mto magra e perguntei vou ficar chupada, ela riu e disse exatamente isto, não vai parecer uma magra saudável pq seus ossos são largos, mas em até cinco anos irei ganhar alguns kilos e isto me ajudará a parecer mais saudável. (pensei depois, também posso fazer musculação e ganhar massa muscular e ficar com o corpo definido).
meu corpo todo fica fervilhando só de imaginar isso.
Agora a parte terrível, o preço.
A bypass que é abrindo o abdomen, fica em torno de 14000,00 em hospital simples.
gente como algo tão bom pode ser tão caro
como um sonho pode chegar e sair tão rápido do seu alcance

Mas, ao menos já sei que existe esta opção no mundo e que o sonho pode ser alcançado.

acho q o que ficou dessa primeira consulta é isso o sonho pode ser alcançado....